Caminhada aventura de Talim a Lisboa!

Adeus Mar Báltico

O passeio de barco com a Swanje e a Loreley no nosso fim de semana de descanso incluía uma paragem muito breve em Wismar, uma charmosa cidade hanseática com alguns exemplos impressionantes da arquitetura gótica de tijolos. Nos dias de caminhada que se seguiram, visitámos Wismar mais duas vezes; uma para alojamento e a segunda para atravessar. Alguns dias mais tarde, tivemos de nos despedir do Mar Báltico, a nossa companhia permanente durante cinco meses. Quando passámos o rio Trave em Travemünde, também saímos da região outrora separada da Europa Ocidental pela Cortina de Ferro. Para diminuir a tristeza de deixar o Mar Báltico para trás, pudemos desfrutar de um dia de descanso na orgulhosa cidade de Lübeck, a rainha de todas as cidades hanséaticas.

O nosso primeiro dia de caminhada depois do descanso terminou numa vila onde não encontrámos nenhum tipo de alojamento, por mais que perguntássemos. Apanhámos então um comboio para Wismar, onde pudemos ficar numa simpática pensão e dar uma volta pelo centro histórico da cidade. No próximo dia, chegámos novamente a Wismar, desta vez a pé, e tivemos tempo para mais um pouco de turismo:

ADSC07466 ADSC07469 ADSC07472 ADSC07496 ADSC07505 ADSC07505a ADSC07506

Entre os dias 144 e 147 da nossa caminhada, tínhamos o prazer de ver o Mar Báltico de várias perspetivas – bem de perto na praia ou do alto das falésias bonitas. Eis algumas impressões da nossa caminhada naqueles dias:

DSC07461 DSC07475 DSC07480 DSC07487 DSC07528 DSC07529 DSC07538 DSC07542 DSC07550 DSC07559 DSC07563

Quando deixámos a província de Mecklenburg-Vorpommern e entrámos em Schleswig-Holstein, tudo o que lembrava da outrora insuperável fronteira entre a Alemanha Oriental e a Alemanha Ocidental foi esta pedra. Bom que os tempos mudaram!

A última vez que avistámos o Mar Báltico foi logo seguida pela visão dos históricos barcos a vela no rio Trave e dos becos estreitos da cidade antiga de Travemünde.

DSC07571 DSC07576 DSC07585 DSC07587 DSC07588

A partir do dia 148 até a nossa saída da Alemanha, o trilho passou sempre no interior do país. Finalmente pudemos seguir sinalizações consistentes de novo, já que vários caminhos de longa distância estavam na nossa rota. Entretanto, não deixámos de ver paisagens aquáticas, porque estávamos a caminhar ao longo de rios e lagos. Estas fotos, tiradas num único dia de caminhada de Travemünde a Lübeck, são prova de que há muita coisa para ver ao longo do caminho:

DSC07594 DSC07597 DSC07601 DSC07608 DSC07609 DSC07633 DSC07638 DSC07641 DSC07644 DSC07649 DSC07653

Um pouco mais cansados que esperávamos – uma caminhada que era para ser fácil e curta acabou por ser bastante longa e cansativa – chegámos em Lübeck. Nesta cidade viva e com uma história muito rica passámos um bem-merecido dia de descanso no dia 149, a aproveitar o bom tempo e vistas impressionantes.

DSC07660 DSC07665 DSC07669 DSC07682 DSC07689 DSC07693 DSC07696 DSC07698 DSC07701 DSC07705 DSC07707

a carregar o mapa - aguarde por favor...

Fairmietung: 53.893974, 11.468928
Haffidyll Hotel: 54.103465, 11.614641
Neuburg: 53.942418, 11.596413
Zierow Rieterhof: 53.929528, 11.371917
Glander: 53.989036, 11.200041
Ferry Priwall: 53.954995, 10.871035
Travemünde: 53.955772, 10.867478
Lili Marleen: 53.956959, 10.862527
Tunnel Shuttle Bus: 53.904386, 10.777949
Herreninsel: 53.898817, 10.765585
Meike: 53.876233, 10.676982

Leave a reply