Caminhada aventura de Talim a Lisboa!

Caminhada na Alemanha

Chegados à Alemanha, a terra natal da Moiken, encontrámos uma realidade de caminhada bem diferente. As regiões são muito mais populosas e, mesmo em época baixa, existem mais lugares abertos para comer e dormir. Finalmente falávamos a língua nativa do país e podíamos conversar com toda a gente que encontrávamos. Em relação à sinalização do percurso de caminhada, a Alemanha pareceu-nos menos organizada do que a Polónia; mesmo sendo o E9 mantido por associações de caminhada locais, encontrámos muito menos sinais ao longo do caminho.

No dia 127 começámos em Swinoujscie e atravessámos a fronteira para a Alemanha, fronteira essa que ganha o prémio da mais fotogénica até agora.

DSC06519 DSC06522 DSC06525 DSC06528 DSC06530 DSC06531


Dissemos adeus à Regina, que regressou a Berlim de comboio, e continuámos para explorar a ilha de Usedom. Primeiro, caminhámos os 12km da maior promenade da Europa. Depois, a paisagem ficou mais natural e subimos afim de percorrer as falésias da linha costeira.

DSC06534 DSC06542 DSC06545 DSC06549 DSC06552


No dia seguinte atingimos outro marco ao completar o quilómetro 2000 de caminhada!

Caminhámos por belas praias e através de pacatas florestas, mas tivemos de usar o nosso equipamento de chuva umas quantas vezes – e retirá-lo pouco tempo depois, quando o sol aparecia por detrás das nuvens. Chegámos a Wolgast, cidade onde fizemos um dia de descanso, relaxando e caminhando pela parte antiga. Apesar de ensolarado, estava um dia ventoso e fresco – tivemos de admitir que o Verão tinha partido e o Outono chegado.

DSC06568 DSC06571 DSC06579 DSC06591 DSC06595 DSC06599 DSC06605 DSC06606 DSC06607 DSC06610


No dia 130 da nossa viagem, deixámos Wolgast e caminhámos no interior por campos agrícolas e florestas. Em vez dos habituais geradores eólicos encontrámos um enorme parque solar.


No próximo dia, continuámos a caminhada rumo a Greifswald. No caminho, avistámos uma caminhante que ia na mesma direção que nós. Quando finalmente conseguimos alcançá-la, descobrimos que ela também estava a caminhar o E9. Ainda tivemos tempo para tirar uma foto antes de nos separarmos, pois a Katja tinha que chegar mais longe do que nós naquele dia.

Antes de chegar ao centro da cidade, parámos para uma curta visita às ruínas pitorescas do mosteiro de Eldena. Greifswald é uma cidade hanseática muito bonita, onde aproveitámos a tarde de sol para almoçar na praça central.

DSC06636 DSC06642 DSC06648 DSC06656 DSC06659 DSC06665 DSC06667 DSC06670


Depois disso, tínhamos mais dois dias de caminhada até Stralsund. De acordo com o nosso guia, teríamos de fazer 32km no dia 132 e 25km no dia seguinte. Uma distância acima de 30km sempre nos assusta um pouco, por isso saímos especialmente cedo e planeámos fazer várias pausas para chegar ao nosso destino em boa forma. Quando estávamos a fazer o nosso primeiro intervalo, encontrámos um grupo de senhoras que vinham de Stahlbrode, local onde nós íamos passar a noite. Para a nossa alegria, informaram-nos que a distância era 5 km menos que aquela indicada pelo guia. Ficámos mais tranquilos e ainda encontrámos tempo para nos deitarmos ao sol, com a relva alta a proteger-nos do vento. Neste lugar conseguimos ver a ilha de Rügen – a menos de dois quilómetros de distância, mas ela infelizmente não fazia parte do nosso trajeto. Depois desta caminhada descansada, chegámos em Stahlbrode, uma pequena vila portuária.

DSC06674 DSC06676 DSC06677 DSC06683 DSC06686 DSC06691 DSC06713 DSC06720 DSC06724 DSC06728


Seguimos um trilho lindo ao longo do estreito de Strelasund no próximo dia. Muito antes de alcançar a cidade hanseática de Stralsund, já vimos um estaleiro enorme. Mal conseguíamos esperar para lá chegar, pois foi o primeiro lugar na nossa viagem onde éramos aguardados por família. Nicole, a namorada do Ulf, primo da Moiken, tinha arranjado um lugar magnífico para nós ficarmos e mimou-nos com um jantar caseiro.

DSC06734 DSC06735 DSC06743 DSC06766 DSC06771 DSC06776


Tirámos um dia de folga no dia seguinte; dormimos até tarde, trabalhámos no blog enquanto esperávamos pela chegada dos nossos amigos Judith e Carsten. Eles foram as próximas pessoas corajosas a vir caminhar connosco, e viajaram 750km pela Alemanha para fazê-lo. Demos uma pequena volta pela cidade com eles, a admirar os edifícios na bem preservada cidade velha.

DSC06780 DSC06782 DSC06795 DSC06797 DSC06807 DSC06809 DSC06828 DSC06839 DSC06842 DSC06851 DSC06855 DSC06856 DSCN1799

À tarde encontrámos o Ulf e caminhámos juntos na chuva torrencial até o porto. Lá, finalizámos o dia num restaurante quentinho e seco com os nossos anfitriões e futuros companheiros de caminhada.


a carregar o mapa - aguarde por favor...

Pesjonat Jowizc: 53.918666, 14.245999
Pension Herkules: 54.056250, 13.999978
City Hotel: 54.052584, 13.773036
Zur Scheune: 54.043373, 13.539395
Pensione Da Vito: 54.090500, 13.384674
Nicole & Ulf: 54.311169, 13.040087
Fährhaus: 54.233472, 13.287942

Leave a reply

Estatisticas

km

12 países atravessados
319 dias de caminhada
89 dias de descanso

Actualizado em 11/06/2016 – CHEGAMOS A LISBOA!